consultadoria
PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork
Razão #87 porque prefiro NÃO trabalhar com Adsense

Como a maior parte das pessoas, os primeiros rendimentos (no meu caso segundos depois do eBay) que obtive na internet foram com Adsense, isto já em Outubro de 2005.  E, apesar de continuar a obter alguns rendimentos com Adsense, fui-me apercebendo que havia melhores maneiras para se ganhar dinheiro online.

Aliás, tentar ganhar (bom) dinheiro com Adsense tem algumas particularidades que passam ao lado da maior parte das pessoas:

Quando pior o teu site, mais dinheiro ganhas com Adsense

Uma das primeiras coisas que descobri sobre o Adsense é que os rendimentos que se conseguem num site são geralmente inversamente proporcionais à qualidade do mesmo.  Ou seja, quanto mais fraca a qualidade do conteúdo mais dinheiro se pode ganhar com Adsense.  Dêem uma vista de olhos pelos vossos sites e vão facilmente poder constatar isto: quanto mais elevado o CTR (percentagem de cliques nos anúncios) e o ECPM (rendimentos por mil impressões) do site, mais fraca é a qualidade do conteúdo.

Este blog, que eu considero um dos meus sites de mais qualidade, tem um CTR de menos de 1.8% e um ECPM que me envergonha, isto apesar da temática que abordo até ser uma que paga bem.  Mas verdade é que os visitantes que encontram o blog se interessam pelo conteúdo, e portanto raramente clicam num anúncio Adsense.  Isto mesmo para visitantes que vêm dos motores de busca.

Para contrastar com este blog, tenho sites com CTR de 20% e ECPM 10 a 15 vezes mais elevado que o consigo neste blog.  A diferença?  Estes sites têm muito pouca qualidade quando comparados com o blog.

Quando mais ganhas com Adsense maior a probabilidade de arranjares “problemas”

Parece assim que o “segredo” para se ganhar (muito) dinheiro com Adsense é criar sites de qualidade mais duvidosa.  O problema com esta estratégia é que quanto mais elevado o CTR (e o ECPM) dos sites maior é a probabilidade de estes receberem uma visita do “Adsense police” e de serem depois penalizados nos motores de busca (precisamente porque não oferecem muita qualidade).  Nunca vos aconteceu terem um site com elevados rendimentos Adsense (medidos pelo CTR e ECPM) que de repente desceu 30 ou 40 lugares nos motores de busca?  Pois…

O reverso da medalha

Já trabalhar com programas de afiliados o oposto é que é verdade.  Ou seja, quanto mais qualidade um site oferecer maior são os rendimentos (ainda mais se forem medidos em termos de ECPM) com os programas de afiliados.

Quando monetizamos um site com programas de afiliados, a probabilidade de um visitante comprar no nosso sites sobe ao oferecermos mais e melhor informação.  Exactamente o oposto do que acontece com Adsense.

Mais uma vez posso usar como exemplo este blog: Ao apostar em conteúdo de qualidade e informativo, conquisto a confiança e a credibilidade dos meus visitantes, que depois compram produtos que eu recomendo.  Assim, em Agosto este blog ganhou menos de 80 Euros com Adsense e uns €2000 com programas de afiliados.

Aposta na qualidade (e deixa o Adsense para trás)

Ao longo dos últimos meses, e anos, eu tenho apostado em sites de nicho, onde ofereço informação muito específica e muito útil.  Alguns destes sites não recebem mais que umas centenas de visitantes por mês, e se o modelo de monetização fosse o Adsense, não iria receber mais que uma dezena de cliques nos respectivos anúncios.  Mesmo que cada clique fosse de 1€ dificilmente conseguia ganhar mais que uma dúzia de Euros em cada site.

No entanto, e como promovo programas de afiliados, onde consigo taxas de conversão de 1% a 3%, chego com alguma facilidade a €300 ou €400 por mês em cada site!

Se preferirmos, e em vez de vender “logo ali” o nosso produto, podemos também tentar captar os endereços de email dos visitantes.  Diz quem sabe, que captar os endereços de email é ainda mais rentável que tentar uma venda, mas eu ainda estou mais habituado a trabalhar com a primeira opção.

Resumindo

Não quero com isto tudo dizer que não se pode ganhar dinheiro com Adsense, antes pelo contrário, pretendo apenas alargar alguns horizontes: Há vida, e muito dinheiro, para além do Adsense.

Concordam com a minha opinião ou nem por isso?  Confirmam algumas das minha observações com experiências próprias?

Se gostaste deste artigo....
Então podes partilhar...
...E subscrever a newsletter gratuita!

Tags: , ,

107 comentários em “Razão #87 porque prefiro NÃO trabalhar com Adsense”
  1. ruipiquet says:

    Olá.
    Concordo contigo, mas é dificil arranjar boas soluções que paguem a horas e como deve de ser com tudo direitinho.
    Eu uso o Adsense e Netaffiliation e não consigo encontrar algo melhor.
    Obrigado e bom artigo.

  2. Duarte says:

    Olá Custódio!

    da minha parte e depois de uma breve e infrutífera passagem pelo NetAffiliation tenho apenas Adsense no meu site de Classificados.

    Tenho de ser sincero e corraborar em relaçao à tua opiniao quando dizes que a relaçao qualidade do site e o retorno que daí provêm via Adsense funcionam inversamente :) mas …de momento é mesmo a minha única fonte de receita pelo que nao a posso eliminar :)

  3. Concordo plenamente contigo Custódio, pois estou tendo esta experiência em alguns dos meus sites, quanto menor a qualidade de conteúdo e visual do site maior será a probabilidade do visitante sair dele por um anúncio Adsense, e também já sofri penalizações como a que mencionaste, só não consegui ainda trabalhar bem com programas de afiliados.

  4. Estevão says:

    Eu concordo. Não é dificil perceber. Se o site não é bom o visitante clica num anuncio que chama a atenção.

    Respondendo ao ruipiquet, eu preocupo-me mais em criar rendimentos e conversões com frequencia e não com o “paguem a tempo e horas”. Na Netaffiliation por exemplo, demorou o primeiro pagamento, mas depois de passar o minimo todos os meses, que recebo todos os meses. O que interessa é ir gerando conversões!

  5. Não concordo com este teu post, apesar de perceber que fase ao que dizes pode fazer sentido no teu caso, para o teu modelo de negócio.

    Mesmo com conteudo de qualidade neste blog, continua a ser um blog para webmasters, e estes não clickam em adsense. Os que clickam andam à procura de outros conteudos.Não serve por isso como exemplo para a tua tese no sentido lato.

    Também tenho sites com poucas visitas, CTR e ecpms maiores que considero que são de qualidade e onde converte tanto o adsense como afiliados.

    O arranjar problemas com o Adsense é relativo.

    Quanto pior é o site mais ganhas com adsense – > isto acontece porque quando se tem um site de qualidade, normalmente faz-se o site para os utilizadores, não é suposto que estes façam como primeira coisa, um click no adsense. Num site de qualidade, o adsense é um complemento à navegação, proporcionando eventualmente anuncios relevantes e contextuais ao utilizador. no teu blog aparece-me agora anuncios de: cirurgia estética, venda de perfumes, participação no concurso e até para eu tentar adivinhar o resultado do CSKA- Porto, o que diga-se de passagem o Porto nunca perderia 0-7 como eu desejo…

    Quando mais ganhas com Adsense maior a probabilidade de arranjares “problemas” -> seguindo as regras do Adsense a possibilidade de se ter problemas são pequenas. Obviamente, sites com baixa qualidade penalizam não só quem anuncia, como quem tem sites de qualidade, pois os orçamentos dos anunciantes gastam-se em sites sem qualidade. Isso do site descer nas pesquisas não é necessariamente provocado pelo adsense.

    O reverso da medalha – > claro, porque o modelo de negocio ideal para este teu blog é mesmo afiliados e não adsense!

    Há vida, e muito dinheiro, para além do Adsense. – > evidentemente….ainda bem que é assim, se andassemos todos a fazer o mesmo…

    Também com os afiliados há montes de problemas e dúvidas. Programas que não convertem, empresas que não pagam, duvidas sobre tracking e muitos deles tem também termos de serviço apertados.

    • Custodio says:

      Rui,

      Atenção que eu quando começo a pensar um site já sei como o vou monetizar, e por norma o Adsense não entra nos meus planos.

      Agora, há outra coisa, repara no teu site, http://www.ocreditopessoal.com. Havendo programas de afiliados para promover, tu em princípio vais ganhar sempre mais com os programas de afiliados do que com o Adsense, isto pela própria natureza do Adsense: O Google fica logo com 32% do “potencial” lucro por conversão. A pessoa que está a promover a campanha (que se calhar até está na NetAffiliation) deve querer um ROI de 30%, ou seja, já lá vão 62% do “valor” de uma possível conversão. No máximo tu vais ganhar 38% do “valor” dessa conversão. Agora, elimina o Google e a pessoa que promove a campanha e a tua margem aumenta…

      É como no exemplo daquela hub que dei onde promovo a Aweber e onde tenho concorrência de anúncios Adsense também a promover a Aweber. Achas mesmo que eu alguma vez trocava um clique num anúncio por uma possível conversão que me vale 30% da mensalidade dessa conversão para sempre?

      • Pegaste num caso em que tanto adsense como afiliados converte e coexistem em perfeita harmonia. Não considero remover nem um nem outro sistema. alias não faço muito as contas sobre a percentagem que fica para quem, porque o que me interessa é sempre a parte que me toca a mim, quer seja adsense ou netaffiliation.

        Isso de se ganhar sempre mais com afiliados é relativo. Depende de muitas coisas.

        Na pagina que tu falas evidentemente que não, porque é um modelo de negocio diferente.Não podes ter todos os webmasters a promover aweber, porque o que acontecerá é que todos passam a ganhar menos.

        A utilização de um ou outro sistema depende de muitas coisas,

    • concordo plenamente contigo Rui

      • Joarez says:

        também concordo com o Rui, e o dono desse blog misturou bem as coisas, ainda mais falando em converter AdSense para um blog onde webmaster acessam… e falar de problemas no adsense ao passar a ganhar mais, isso não existe.

        • Custodio says:

          Bem eu aqui no blog não tento converter webmaster com Adsense. Antes pelo contrário, ganho muito com programas de afiliados. O Adsense praticamente que apenas aparece para visitantes dos motores de busca, e esses não são webmasters. Mesmo assim apenas converte de 1% a 2%.

          Em relação ao resto, quando tiveres sites com CTR no Adsense de 30% ou 40% falamos…

          • Joarez says:

            Nunca teria um CTR desses, pra mim quanto menor, melhor. Ganho muito mais dinheiro se preocupando em não ganhar dinheiro, do que buscando o pote de ouro. Talvez te escreva um post “Ganhe 500/dia no Adsense”, iria ficar surpreso, como todo o conteúdo português, não passam nada, a não ser re-inventar a roda em cima de conteúdo inglês ou dizerem o que já se conhece a tempos.

          • Custodio says:

            @Joarez “Nunca teria um CTR desses, pra mim quanto menor, melhor”. Então por essa ordem de ideais este blog é excelente para monetizar com Adsense… porque tem o CTR “quanto menor melhor”… O que vai contra a tua observação inicial que não se deve monetizar um blog para webmaster com Adsense por causa do baixo CTR….

        • Joarez says:

          Acho que não entendeu amigo, o assunto CTR se encaixava a punições, lembra? mas melhor deixar pra lá ok, não se ofenda sobre falar que seu blog “não diz nada”, ñ conhecia esse blog e chegando aqui vi que é o mesmo conteúdo traduzido ou re-inventado em cima, mas não leve isso a mal, é apenas um fardo dos conteúdos em português. Até algum dia e boa sorte =)

          • Custodio says:

            Traduzido é chapéu que não encaixa aqui. Deve estar a falar do blog do vizinho. Já ando nisto de ganhar dinheiro há MUITOS anos, escrevo sobre o que aprendi e sobre o sucesso que tenho :-)

  6. JV says:

    Muito bonito, mas para quem trabalha em português não há programas de afiliados que compensem, principalmente se for trafego do Brasil. Desafio a que me provem o contrário.

    Abs

    • Custodio says:

      Sim, o mercado Brasileiro é complicado. Solução: não criar sites para o mercado BR ;-)

      Brincadeira à parte há muito potencial no Brasil.

      • manuel moreira says:

        Concordo com o JV.

        Custódio o que interessa o potencial se ninguém o desenvolve e de momento não passa de isso mesmo? Potencial e nada mais. :) Como te digo abaixo, acho que tudo se resume a teres em conta em que língua e para que mercado o teu site estará apontado.

        Em pt acho o Adsense um must have. Ou isso, ou simplesmente não fazes um tostão com alguns sites (por exemplo aqueles para os quais não há sequer programas de afiliados).

        E já nem falo na falta de qualidade dos programas de afiliados em português… Isso dava pano para mangas… A não ser que um tipo crie sites de nicho e sub-nicho nos toques de telemóvel, estás entregue à bicharada ;)

        Abraço

    • Angélica says:

      Nossa, acho que depende do nicho do seu blog. Trabalho com o sistema de afiliados da Hostgator brasil e me dou bem, adsense também me rende bastante.

      Agora, um blog de dentista é muito complicado de monetizar. Fora adsense, recomendo a você parcerias com empresas para posts patrocinados ou banners.

      • JV says:

        Angélica, na verdade utilizo alguns programas de afiliados no meu blog de odontologia, mas na maior parte dos outros blogs que mantenho não tenho tido muito sucesso com afiliados, tenho muito trafego do Brasil mas por morar em Portugal fico limitado aos que há por aqui.

        Abs

  7. Ola Custodio tudo bem?

    Muito interessante o seu post.

    Eu também estou removendo os anúncios do Adsense dos meus sites e adicionando outros programas de afiliados.

    No site http://www.ticlassificados.com, o qual estou trabalhando atualmente não tenho nenhum link patrocionado, porque estou aguardando aprovação de um programa de afiliados. Mas o meu objetivo é captar cadastros e futuramente após o site ficar mais conhecido começar a cobrar para anúncios com destaques em lugares estratégicos do site.
    Não sei se é a melhor estratégia, mas gostaria que você e os amigos comentassem.

    Obrigado.

    Luciano Lima
    http://www.ticlassificados.com

  8. Aproveito este artigo para deixar uma dúvida.
    Já viram o programa da google de afiliados, acho que é qualquer coisa a ver com o adsense também. É algo novo ou fui eu que só descobri agora?

    http://www.google.com/ads/affiliatenetwork/

    Será isto mais uma forma rentável para os sites?

    Cumprimentos
    Pedro Alfaiate

  9. Marcelo says:

    Custódio,

    Concordo contigo que quanto melhor é o site pior é para adsense pois se a pessoa conseguir a informação que deseja no conteúdo do site, eu diria que é muito mais provável essa pessoa deixar o site sem clicar em nada.

    Já quando apresentamos pouca informação, apenas colocamos palavras-chave interessantes no conteúdo, os anúncios adsense podem ser bastante relevantes, o que leva as pessoas ao click.

    Por enquanto eu estou apostando na qualidade da informação mesmo que não dê muito $ em adsense. Aposto no mercado brasileiro pois tem muito potencial a longo prazo. Também aposto em “lixo” e é onde consigo mais $.

    Tenho sites com 3 páginas que rendem 5 vezes mais do que outros com 50. Lamentável…

    Concordo também que para ganhar dinheiro o Adsense não é a melhor opção, mas também concordo com alguns colegas aqui que as outras hipóteses nem sempre são tão fáceis.

    Sinceramente acho que o melhor é cada um tentar se posicionar onde se sinta mais a vontade e desenvolver a sua própria fórmula de ganhar dinheiro.

    Abç.

  10. Boa tarde, eu concordo e não concordo, vamos lá ver em tão, eu antes de ser aceite pelo google adsense experimentei de tudo ou quase tudo o que havia de programas de afiliados, experimentei programas do género do adsense e até programas que pagavam por impressões, a realidade é que não consegui que fosse aceite neste ultimo, pois aqui era capaz de ganhar algum dinheiro uma vez que o meu site tem cerca de 100 mil pageviews por mês.

    Resultado, programas de afiliados foi zero euros, no clickbank e no cj, experimentei o ebay mas fui recusado, depois experimentei o amazon onde consegui uma comissão por uma venda de 1,69 dólares, que nunca cheguei a receber porque não consegui vender mais nada e mesmo essa venda demorou uns 2 meses.

    Quanto a programas do género do google experimentei também vários, e também não consegui um cêntimo se quer.

    Agora depois de ter sido aceite pelo google adsense, consegui finalmente receber alguma coisa, pouco é verdade, mas melhor que nada.

    Quero com isto dizer que o adsense na minha opinião funciona bem e rapido para utilizadores novatos, contudo acredito que é nos programas de afiliados e no caso do meu site com venda directa de publicidade que se ganha dinheiro a sério.

    Custodio o meu site consegue ter um ctr pior que o teu, pois a média é de 0,10% se alguém tiver sugestões fica aqui o link.

    http://www.tutorart.com

    Obrigado.

    • Como o teu blog tem posts com muitas imagens experimenta por anúncios gráficos no teu blog, porque entre tantas imagens que pões não me parece que os visitantes lhes dêem grande atenção. E experimenta mais posições, tipo no fim dos artigos, quando os visitantes tiverem acabado de ver as imagens….

  11. Angélica says:

    Acredito que o problema seja outro – o seu público. A maioria é instruída o suficiente para não clicar em anúncios. Pessoas que trabalham com adsense, como eu, raramente clicam em anúncios (mecanismo automático para que eu não clique nos meus) do google, mesmo em outros sites.

    No duoblogger já li que sites sobre ganhar dinheiro, não ganham nada com adsense e sim com outros programas.

    • la esta.. tudo depende do tipo de audiencia que o site tem….

      • Custodio says:

        As coisas ditas assim partem de um princípio errado… que primeiro se cria o site, e depois, em função da audiência é que se vê como se vai ganhar dinheiro. Para se ganhar dinheiro com programas de afiliados tem que se escolher primeiro o produto a promover e depois então criar um site em torno do nicho/produto.

  12. Acho que o AdSense continua a ser a melhor opção para muita gente. Talvez para a maior parte das pessoas que ganham algum dinheiro online. Há sites para os quais não existem programas de afiliados. Enquanto que o Adsense tem sempre links relacionados ao assunto de cada site.

    Claro que os programas de afiliados podem compensar, principalmente para os sites desenhados à medida de determinado programa de afiliados. Mas se esse programa especifico termina e se não houverem alternativas para esse nicho, está lá o Adsense a dar pros gastos.

    Também concordo com quem falou da questão dos pagamentos. Algumas empresas de afiliados têm estragado a imagem dos programas de afiliados.

    Ainda há pouca oferta de programas de afiliados. A maior parte converte muito mal. É necessário andar constantemente a experimentar (muitas vezes a perder tempo com programas que não resultam, que muitas vezes parece que tinham tudo para resultar) até encontrar o “ouro”. Os programas que funcionam, que pagam bem, por vezes terminam, obrigando-nos a recomeçar tudo de novo (se tivermos muitos sites esse processo pode-se tornar uma constante, consumindo o nosso tempo, e tempo é dinheiro).
    Tem que se experimentar, experimentar, experimentar. No Adsense experimentar até encontrar o tipo de blocos que gera $. E nos programas de afiliados experimentar até encontrar os programas de afiliados que funcionam, que convertem, e cujos ganhos podem igualar ou superar o Adsense, senão mais vale ficar com este último.

  13. Douglas says:

    Estou aprendendo contigo mesmo a implementar programas de afiliados.

    Essa do Adsense é bom saber.

    Valeu a dica.

  14. Quando o AdSense bloqueou um domínio meu alegando conteúdo hacker (era sobre redefinir senhas do Windows, útil para administradores e técnicos!) eu vi de perto que o AdSense é uma porcaria. A relação com os “parceiros”, se é que podemos ser chamados de parceiros, é ridícula. Deve ser aproveitado enquanto der, mas não é garantido.

    Da mesma forma um site pode ser penalizado como vc falou.

    E é fato, tanto que em sites mais “sérios” nem gosto de colocar publicidade chamativa perto do texto. Vale a pena a experiência do usuário, que vira fã do site e da forma como o autor escreve.

    Sites de baixa qualidade…. Agindo assim o próprio AdSense acaba incentivando tais sites. Se o site é bom poucas pessoas vão clicar no anúncio, logo é óbvio que a maioria dos sites que vivem de AdSense são os que atraem pára-quedistas.

  15. kiai says:

    O amigo Custódio pode até genuinamente não gostar do Adsense, mas uma das maiores razões pela quais não gosta é precisamente por não poder ganhar dinheiro a publicitar-nos o adsense, da mesma forma que ele faz com os programas de afiliados. Aposto que se o adsense lhe desse uns 2 ou 3 euros por referido, passaria a adorá-lo e a sugeri-lo, certo?

    • Custodio says:

      Nem sei se responda…. Meu “amigo”, não me canso de recomendar o Clickbank como uma das melhores formas de se ganhar dinheiro com programas de afiliados. E é também uma das minhas maiores fontes de rendimento. No entanto, também não ganho nada por promover o Clickbank…. Não ganho os tais “2 ou 3 euros” de que falas…. capiche?

  16. Guerreiro says:

    No meu caso tambem já usei varios programas de afiliados. Insisti durante bastante tempo e nunca consegui resultados que merececem o sacrificio.
    Hoje em dia só uso adsense, e nunca pensei ganhar tanto dinheiro online. Para mim, por agora o adsense é a melhor opção. É claro que ando sempre com o coração nas mãos, sempre que abro o email a primeira coisa que procuro é um email do google ” conta cancelada”. Esperemos que não, pois espero conseguir concretizar tambem um dos objetivos que tenho até ao final do ano.

    O meu sucesso online deve-se em grande parte ás tuas dicas Custódio. Ao contrario de muitos eu ponho-as em pratica. Não existem milagres claro, pois todos os dias publico cerca de 40 artigos, e isto requer algum investimento e muito trabalho.

    Abraço

  17. Olá Custódio,

    como o Guerreiro disse e bem, “no pain no gain” . Isto significa que para o Custodio ganhar o dinheiro que ganha, tem de investir bastante tempo, em procura de fontes de informação, na procura de fontes de receitas e por fim encontrar uma forma que lhe dê rendimento suficiente por o seu trabalho.
    Eu concordo com ele e creio que o Google Adsense não é a única forma de ganhar dinheiro e até é preferivel a utilização de programas de afiliação.

    Não ganho muito dinheiro ainda na internet, mas vou lá chegar como o Custódio!

    Cumprimentos
    Soares

  18. Katiero says:

    O AdSense é uma doce ilusão. Por ser muito divulgado e “fácil” de utilizar se comparado a outros, as pessoas focam muito nele e com isso perdem de ganhar dinheiro.

    Ninguém mais fica rico com AdSense. Ganha-se uns trocados e só.

    Quem ainda ganha é porque foi pioneiro e criou um site há vários anos atrás e hoje recebe milhões de pageviews por dia, ai sim consegue-se uma soma razoável.

    Programas de afiliados que pagam comissão é realmente muito melhor. Com um número menor de visitas ganha-se muito mais.

    O fato é que em português, tanto Portugal como Brasil, as pessoas não tem muito hábito de comprar produtos e serviços digitais. No Brasil sempre mostram nas pesquisas o aumento das vendas pela internet, mas são de produtos físicos.

    Com isso não existem bons programas porque não existe público.

    O que há de melhor está no idioma inglês.

    É muita coisa boa para promover, e as pessoas são viciadas em consumir.

    Tem concorrência, é claro, mas isso não assusta.

    Agora deixo uma pergunta no ar para o Custódio:

    Sei que você tem vários sites em inglês e ganha dinheiro desse mercado de várias maneiras. Eu gostaria de saber qual a proporção dos seus rendimentos atuais por mês, quantos por cento vem do mercado português e quantos do mercado inglês?

    Tenho uma ideia de que metade ou mais deve vir dos projetos em inglês… de 400 em 400 euros, com vários sites de nicho recomendando produtos específicos fica mais fácil…

    Valeu, um abraço.

    • José says:

      Katiero, não é bem assim, o Custodio tem um post muito famoso onde diz “Ganhar 300 Euros por dia com Adsense”. Eu ando trabalhando para isto, na criação de dezenas de mini sites que rendem 1 ou 2 € por dia cada um, no final do mês é uma bela quantia.

    • Custodio says:

      Devo ganhar mais ou menos 60% no mercado inglês. Este blog é de longe a maior fonte de receita no mercado Português.

  19. Vaca Fria says:

    CONCORDO.
    O adsense oferece alternativas que o post não aborda com exactidão ou aprofunda. Ou seja, se um post satisfaz a sua curiosidade/procura, porque clicará no adsense? Logo, um bloguer de excelência fica em desvantagem…

    Outro facto: Quem clica no adsence são, grande parte, pessoas que utilizaram words pouco exactas na sua pesquisa aumentando a probalidade de clique no adsense.

    Conclusão, juntar “maus conteúdos” com “más pesquisas” aumentam expotencialmente o clique no ads google. Neste caso, os **”maus” saiem vitoriosos. :D (**sentido de humor)

    À que tirar partido disso… ;)

    Abraço

  20. Ines Matos says:

    Sinceramente, nunca ganhei grande coisa com Adsense e essa razão apontada anima-me um bocado.

    Mas por outro lado, nem tanto. Artigos de qualidade devem ser rentabilizados com programas de afiliados? Nem todos os artigos têm produtos do Clickbank associados e aí passamos a escrever para vender o produto (ainda que o artigo não seja explícito nisso) e não o que realmente queriamos escrever.

    Claro que isso pode ser discutivel mas para mim ou se escreve para promover algo (mesmo que indirectamente) ou se escreve o que quer. E é aí que o Adsense é “bom” porque os anúncios é que se adaptam ao texto escrito e não o contrário.

  21. Marcos Elias, dizes: “Quando o AdSense bloqueou um domínio meu alegando conteúdo hacker (era sobre redefinir senhas do Windows, útil para administradores e técnicos!) eu vi de perto que o AdSense é uma porcaria.”…”
    logo é óbvio que a maioria dos sites que vivem de AdSense são os que atraem pára-quedistas.”

    é obvio que esse teu tipo de site não pode estar no adsense, e a segunda conclusão é completamente errada. Quantos sites de referencia queres que usam Adsense?

    vaca fria, disseste: “Conclusão, juntar “maus conteúdos” com “más pesquisas” aumentam expotencialmente o clique no ads google. Neste caso, os **”maus” saiem vitoriosos. :D (**sentido de humor)”

    sim, mas dificilmente alguem consegue muitas visitas num site de maus conteudos e mas pesquisas que justifiquem ganhar alguma coisa com adsense, mesmo com CTR elevado. Não é o ctr que determina os ganhos…CTR é apenas uma medida de performance.

    Outra nota. Nem só de clicks vive o adsense, há também anuncios posicionais, e empresas a anunciar adsense directamente em sites, o pessoal esquece sempre esta vertente.

    O Adsense relançou novamente o sistema de afiliados, conforme já foi referido antes por alguem…não há nada para portugues…é verdade…é preciso esperar.

    Quantos de voces ao promoverem afiliados, sabem realmente o que estão a promover? o custodio sei que testa aweber, etc, mas nem toda a gente tem hipotese de fazer isso em todas as tematicas….e os produtos clickbank, são todos bons? obviamente que não.

    Eu continuo a achar que Adsense é dos melhores, se não o melhor sistema que existe para a maior parte dos sites, desde que mainstream e dentro das politicas. Não considerar Adsense é um erro, pelo menos sem antes experimentar…

    Muitos já bateram com a cabeça na porta com adsense e não tiveram ganhos porque não fizeram uma correcta implmentação, mas muito provalvemente essas pessoas vão ter os mesmos problemas com afiliados, se a implementação não for bem feita.

    • Guerreiro says:

      É isso mesmo Rui. O meu conselho é que primeiro aprendam a ganhar algum dinheiro com adsense. Quando o conseguirem, ai sim, procurem alternativas melhores.

      Na minha opinião, quem não consegue ganhar dinheiro com adsense dificilmente irá ter mais sucesso com outro tipo de publicidade. Só se for publicidade directa, mas isso não é para todos e demora algum tempo.

  22. Essa discussão é sempre muito complicada. Não acho que o AdSense renda muita coisa, e sim, acredito que programas de afiliado podem render muito mais. O problema de tudo isso é a fatia que levam do nosso bolso. Atualmente estou pensando em rentabilizar meus blogs com venda direta de produtos, assim eu tenho um controle total do que e como esta acontecendo.

    E também nunca tive grandes lucros com AdSense =/

  23. O Adsense não é uma mina de ouro, mas a realidade é que funciona rápido, metemos o Adsense num dos nossos sites e passado algumas horas, vemos um clique, dependo do site claro.

    Eu tenho o Tutorart, não rende muito, tem um ctr baixo mas funciona, experimentei durante algum tempo programas de afiliados, relacionados com design, alguns aceitaram outros rejeitaram, experimentei também o famoso allposters, de todos os programas de afiliados desde compra de fotografias, imagens, icons, vectores, themes e tudo o resto, a realidade é que não ganhei um cêntimo, também é verdade que não os divulguei com posts, mas ao divulgar um programa de afiliados com um post acontece o seguinte, eu no meu site faço 4 a 5 posts por dia isso significava que o post de afiliação iria ficar na pagina inicial durante 2 dias no máximo.

    A única vez que ganhei alguma coisa com programas de afiliados foi com o Amazon num dos meus sites de nicho, pois não consegui logo o Adsense e meti alguns produtos, fiz umas reviews sobre um produto e consegui fazer uma venda de 40 dólares para receber 1,69 dólares, esse dinheiro eu nunca recebi como referi em cima porque nunca mais vendi nada, depois meti o Adsense e fiz esse valor num dia sem ter trabalho nenhum.

    Eu experimentei a técnica dos 300 dólares dia com Adsense, comprei uns 8 domínios só estou a rentabilizar 2, os outros não consegui meter nos primeiros lugares, pois avaliei mal a concorrência, mas esses dois sites já me deram muito mais dinheiro com adsense do que com programas de afiliados.

    Mas é como o custodio disse devemos fazer as coisas ao contrario, primeiro ver o programa de afiliados e depois fazer o site, eu acho que se pode ganhar dinheiro com programas de afiliados e é sempre bom diversificar e não ficar só pelo Adsense, mas temos que suar muito para conseguir ganhar alguma coisa.

    A falar nisso, dos mini sites com Adsense, isso também é muito relativo, eu tenho um mini site que não mexo à meses tem um ctr de 2% tenho dias que consigo fazer 2 euros com 1 clique o que é raro e outros que faço 0,03 euros com 2 cliques e tenho mesmo dias que não faço nada, recentemente mudei o theme e consegui aumentar o ctr e todos os dias tenho tido cliques, mais até mas tudo com valores baixos, mas a realidade é que tenho feito todos dias 0,60 euros em média.

    Quanto ao Micro Niche Finder já começo a ter dificultades em encontrar bons nichos, embora também não ande a comprar nada.

  24. Ricardo says:

    Custódio,

    off-topic, porém no post que você falava sobre isso estava fechado os comments ai resolvi perguntar por aqui.
    No post dinheirooportunidade.com/index.php/como-sistema que você fala sobre criar reviews para produtos clickbank nas hubpages, o tráfico que você leva para as hubs é dos motores de busca? Não entendi, porque normalmente as palavras chaves para os produtos clickbank normalmente já possuem mini sites ou mesmo o próprio site do produto e acaba ficando dificil chegar as primeiras posições.

    Caso você possa responder agradeceria muito.
    Parabéns pelos otimos posts e Obrigado.
    Abraço

  25. Para quem não tem muito tempo para ganhar dinheiro na net este é um método que me agrada bastante tenho bons resultados sem muito esforço por agora.

  26. manuel moreira says:

    Acho que tudo se resume a um aspecto que já 1 ou 2 pessoas focaram: o mercado onde o teu site estará posicionado.

    Em português não tenho a menor dúvida que o Adsense é a melhor aposta, a não ser em casos onde haja alguma oferta em termos de programas de afiliados. Quem faz sites sabe que em pt não existe uma rede de afiliados que ofereça a multiplicidade de anúncios contextuais com o tema dos sites como o Adsense (mas esta escassez percebe-se pelo fraco desenvolvimento do mercado de afiliação em português).

    Em Inglês, os programas de afiliados realmente são a melhor aposta, no entanto, e por experiência própria, dá para conciliar as duas coisas e obter rendimentos das duas formas. Obviamente, em termos percentuais o Adsense fica a perder e muito.

    Portanto Custódio, acho que a tua análise também deveria ter passado por esta questão, a língua e o mercado para o qual um site é feito. Sem ter isso em conta será quanto a mim errado ser tão peremptório em relação ao Adsense. Que aliás defendo com unhas e dentes, não por dá cá aquela palha, mas com motivos bem sustentados (muitos dos meus sites em português, sem Adsense “morriam” em termos de rendimentos!)

    PS: Percebo onde queres chegar com este artigo (e fazes bem, aliás eu faria o mesmo), mas é importante que te recordes que a maior parte da tua audiência escolhe o português para os seus sites e aí o Adsense como disse ganha de longe (a não ser em casos muito específicos como o site dos seguros do Rui).

    Abraço

  27. Custódio tu tens toda razão.

    Gente vamos parar de depender (em tudo) do Google. Sem nós webmasters/blogueiros o gigante não é nada!

    O facebook está a crescer e a incomodar o gigante! Quem viver verá!

  28. Guerreiro says:

    O Facebook será apenas mais uma aquisição do google brevemente.

  29. custódio, fazias um favor a quem le o teu blog se tirasses o primeiro bloco de adsense que aparece no artigo. Aquilo é um atentado à leitura do blog.

    Eu sou da opinião que deviamos todos dedicar-nos aos afiliados e facebook.

    • Custodio says:

      Mas eu explico porque é que aquilo ali está. Estava a usar o openx, que tinha uma vulnerabilidade e na semana passada tive problemas por causa disso. Vou meter os banners que tinha, com a nova versão do OpenX ou com o Google Admanager. Enquanto não me decido entre as duas plataformas meti ali o Adsense, que como sabes, não me rende num mês o que um banner rende em menos de uma semana.

  30. Rui estás certo!

    Agora sim, posso anunciar o que eu quizer. De hoje em diante quem manda no meu site sou eu! Novos horizontes…

  31. Carlos says:

    Olá Custódio,
    Hoje ao pesquisar por “sinonimos rapid rewriter” verifiquei que na 3ª posição do google aparece o seguinte post: “http://www.dinheiroenet.com/como-ganhar-dinheiro-na-net/2178-o-que-e-article-spinning”

    que é uma cópia de um artigo aqui do teu blog.

    Achei isto estranho porque sempre pensei que o Google penalizava o conteúdo duplicado… no entanto, a cópia aparece na posição logo a seguir ao original.

    O que é que acham disto?

  32. Eu acho que o google não penaliza sempre o conteúdo duplicado.

  33. cilene says:

    É verdade que vc descobriu a fórmula do sucesso; é verdade que o Google desconfia de todos que ganham uns dólares ; e verdade que o Google pode acabar com alegria imediatamente. Inclusive não indexando nada. Mas tem uma coisa que não gosto e acho desonesto: blogueiros famosos que ganham indicando programas de afiliados que não rendem nada ou seja rende apenas para o “indicador”. E no Brasil a única alternativa é mesmo o Adsense

  34. Na minha opinião o Google Adsense é o preferido de muitos bloggers porque não têm tempo para investir na divulgação e desenvolvimento dos sites para os rentabilizar.

    O Google tem uma rede bem montada que com poucos cliques e esforço começamos a rentabilizar sites, mesmo que esses sites estejam em nichos onde programas de afiliação e outros praticamente não existem.

  35. @carlos há muitos conteúdos duplicados na net e o Google já não penaliza assim tanto os sites que os copiam. Pode vir a penalizar se for uma prática comum nesses sites.

  36. Estevão says:

    @ Carlos, o tipo que copiou é tão inteligente que até deixou os links do Custódio. Pode ser que o Custódio ainda ganhe com isso. eh eh he

  37. Carlos says:

    Rui, é que tanto em blogs como fóruns etc sempre li que o conteúdo duplicado era penalizado, e esse post que falei é uma cópia exacta.

    Mário, esse site tem vários posts que são cópias.

    Estevão, é verdade. Para o Custódio é realmente vantajoso :)

  38. Estevão says:

    Tive a ver e o autor do site chama-lhe um agregador… deve tar a ver se tem uns cliques no Adsense ;)

  39. Carlos, nem sempre o que se lê é verdade ou corresponde a uma verdade absoluta.

    Há muitas formas de ganhar dinheiro na net. Muitas mesmo.
    É diferente criar um site para promover determinado produto com um sistema de afiliados, do que ter um site sobre determinado tema (que até pode ser um nicho) e procurar rentabiliza-lo.

  40. hapenas says:

    Custodio, ate podes nao usar adsense, o facto é que com as tuas dicas e muito trabalho meu estou a meio caminho dos 100m100t100n.

    Obrigado.

  41. Jose Luiz " São Paulo " says:

    Confesso que sempre me interessei em rentabilização pela a internet , o curioso que sou um leigo no assunto , sempre estou todos os dias acessando o blog do http://www.dinheirooportunidade.com ; mesmo morando no Brasil e praticamente sem ter grandes blogs que explicam sobre como ganhar dinheiro na internet ,tirando o Interney sigo o Blog do Custódio e mais um blog de um webmaster de Portugal , sem ser o blog de escolanaoseidascoisas.com aquela chatice de 12 dicas daqui , 11 tolices da li, questões forex ,mais tudo bem ; procuro me aprofundar na Clickbank , mesmo morando no Brazil , não tenho problema nenhum em promover os produtos e ganhar um bom dinheiro , utilizando o outsourcing , o rapid rewriter , o micronichefinder ,my article networks,unique article wizard ,etc …
    Muitos dizem que o Adsense é para iniciantes , comecei pelo contrário , promovo a Clickbank e o Ebay Português ” Mercado Livre”,ganho um bom dinheiro com a Clickbank , nada mais que seguindo as dicas do Custódio .
    Uma única venda do ClickBank me rende dependendo do produto 70% da venda , ao contrario do Adsense que me rende em centimos .
    O que eu ganho com Adsense , eu ganho 20 vezes mais , se ganho R$100 com Adsense ganho R$2000 com Clickbank nada mal para quem iniciou no mundo do internetmarketing a pouco tempo , agradeço o blog do Custódio no qual aprendo muito a cada dia .

  42. TopNerds says:

    Eu penso que o Adsens é só para sites com o publico alvo menos experiente, pois são os que clicam nos anúncios, contudo o adsens em sites como o facebook ou o hi5 devem ser vistos com bons olhos, porque tem muitos utilizadores jovens que “chamam” mais amigos para a rede e muitos jovens clicam em ads

  43. Jose Luiz "São Paulo" says:

    Vejo que há vários comentários de pessoas que dizem que não sabem escrever em Inglês , mas tudo bem isso não é problema , tambem não sou expert em escrever em inglês , digamos que sei o básico , mas acho que temos que investir nas ferramentas que o Custódio diz , Micro Niche Finder , comprar artigos prontos no nicho que vamos trabalhar Outsourcing ou PLR articles” Artigos Prontos” , depois se não gostarmos dos textos , acharmos que devemos adcionar mais conteúdos ou criar varias copias modificando -os usamos o Rapid Rewriter e submete los no My Article Networks ,Unique Article Wizard , etc…
    “USAR ESSAS FERRAMENTAS SÃO ESSENCIAIS PARA O SUCESSO DE QUALQUER PROGRAMA DE AFILIADOS , SEJA ADSENSE , CLICK BANK ” …

  44. Joliveira says:

    Olá Custódio, já reparaste que a galeria dinâmica na página principal não fica com link activo na imagem para o post?
    É propositado?

  45. Eu tenho vindo a trabalhar cada vez MAIS com AdSense e estou muito satisfeito com os resultados. Isto depois de andar anos a ganhar apenas uns trocos.

    É claro que neste blog ou no Web Milionário, o AdSense não rende nada. E que numa página específica que promove um produto, havendo programa de afiliados para esse produto, a escolha será sempre o link de afiliado.

    Mas a internet é enorme, os modelos de negócio são muito variados e o AdSense faz parte do sucesso de muita gente. Até do Custódio.

    Se eu encontrar um nicho com grande volume de tráfego que eu sei que consigo dominar, eu vou domina-lo, mesmo que não haja nenhum programa de afiliados. Posso rentabilizar imediatamente com AdSense e tenho a hipótese de no futuro aparecer outro programa que se enquadre.

    Mas o tempo é limitado e cada um escolhe a estratégia que lhe dá mais retorno e prazer. Com ou sem AdSense, o importante é que se pode ganhar dinheiro a fazer o que mais gostamos na net.

  46. Bom, sou novo nestas praias, e fico animado com a riquesa de informações, que encontro neste blog, tanto em seu conteudo disponível quanto nos comentários.. leio todos..

    Pela diversidade, discordância “as vezes” e profundidade das opiniões encontro duas verdades, primeiro que é possível sim ter obter bons rendimentos trabando exclusivamente na net.. segundo que nenhuma das verdades, até então discutidas aqui são absolutas. cada caso é uma história diferente e cada processo pode ser otimizado; porém a originalidade é o que diferencia sucesso de fracasso.

    Muito bom..

  47. Sempre achei AdSense esquisitissimo tambem.

  48. AQ-OL says:

    Para quem se está a iniciar nestas coisas o adsense é o mais simples. Praticamente toda a genta já ouviu falar no adsense, e já o viu e ação, pelo que é muito fácil de explicar e de entender o conceito.
    Quanto aos outros esquemas, já precisam que a pessoa tenha mais “calo” para os poder entender.
    Pelo menos é essa a minha humilde opinião.
    (Ainda ando com adsense, mas já ando a ler umas coisas sobre afiliados :)

  49. Luis Garcia says:

    Olá custodio.

    Este é o meu primeiro comentário no teu blog mas já o ando a seguir a algum tempo. E deixa-me que te diga que para mim é o melhor que já vi sobre o assunto. Tás de parabens! ;)

    Em relação a este post. Tenho que admitir que para mim adsense é a melhor fonte de rendimento. Tenho vários sites no ar que me dão muito dinheiro com só adsense. E até agora ainda não fui penalizado pelo google por nada. E não tenho sites com conteudo duplicado e de má qualidade. Estou mesmo muito satisfeito. Pelo menos até agora. lol

    Mas só mesmo agora, porque há um tempo atrás não fazia nem um centimo. No entanto, desde que li o teu post “como ganhar $300 por dia com adsense” e desde que comprei o ebook de John (Xfactor) – “Micro Niche AdSense Course”, a minha ideia com adsense mudou completamente. Com isto tudo só quero dizer que se o adsense for bem trabalhado ganha-se bem.

    Claro que também acredito que se tivesse a promover clickbank os meus rendimentos duplicariam.

    Mais uma vez, parabens pelo teu exelente trabalho aqui no blog. Aprendi MESMO MUITO aqui. ;)

    • Marcelo says:

      Olá Luis Garcia,

      Precisamos que dês algumas dicas de adsense pois no meu caso em particular não consigo fazer grande coisa. :)

      Abç.

      • Luis Garcia says:

        Olá Marcelo.

        Desculpa a demora da resposta. Tive ausente alguns dias. Em relação á estratégia que uso é simplesmente a que o custódio descreveu nos posts como ganhar $300 por dia com adsense. Dá la uma vista de olhos. Segue o que lá esta e vais ver que tens bons lucros.

        Escolho um nicho com pouca concorrencia com o Micro Niche Finder, vou ver o preço por clique dessa keyword, registo o dominio e depois e só escrever o conteudo.

        Para aumentar o ranking do site e subir aos primeiros lugares das pequisas só utilizo Article Marketing para link building. Ou seja, escrevo artigos e submetos como por exemplo para, hubpages, squidoo, ezine article, etc. No entanto escrevo só artigos de assuntos que domindo e que gosto colocando as keywords do site na resource box. É raro submeter artigos sobre o nicho que estou a promover. Por vezes é muito chato. lol

        Muito resumido é isso. Mas dá uma olhada nesse post que o custodio fez. Ou então compra o ebook do Xfactor. (Micro Niche AdSense Course) Vale a pena.

        • Marcelo says:

          Olá Luis,

          Obrigado pela resposta.

          Assim que eu li o teu comentário fui logo ler mais uma vez o post do Custódio sobre os $300/dia e também fui ler o que o XFactor dizia no forum. Não li tudo mas o principal acho eu.

          O teu comentário foi muito interessante para mim pois vivias uma situação parecida com a da maioria das pessoas e com método e dedicação conseguiste alcançar bons objectivos.

          Visto que os teus artigos são escritos nas hubpages, etc, deduzo que os teus sites de nicho são todos em Inglês.

          No sábado passado criei um site de nicho em Inglês seguindo essas dicas. O site tem inicialmente 3 páginas, escrevi 2 artigos e publiquei o site em 3 directórios.

          Duas perguntas finais caso tenhas disponibilidade em respondê-las.

          - Em quanto tempo os teus sites de nicho começaram a receber visitas significativas e a gerar lucros?

          - Tens alguma dica de tema WordPress ou isso não é relevante para ti.

          Obrigado mais uma vez.

          Abraço

          • Luis Garcia says:

            Olá.

            Os meus sites de nicho estão todos em ingles. Sinceramente só agora é que estou a pensar em fazer em portugues devido á concorrencia. Acaba por ser mais facil.

            Em relação ás pesquisas e aos lucros depende. Tenho sites que passados 2 dias ja estavam a receber visitas e a gerar lucros com 2 artigos para cada um. Mas também sou te sincero, tenho sites que só passado 2 semanas começaram a receber visitas e a gerar lucros. E outros passado um mes…

            Depende muito da concorrencia e da keyword para o nicho que escolhes.
            Se usares o Micro Niche Finder combina com o Keyword tool do google e analisa bem o que escolhes.

            Quanto ao wordpress sinceramente não sei. Eu utilizo o Xsitepro 2 para a criação dos sites.

            Espero ter ajudado. É para isso que cá estamos. ;)

          • Marcelo says:

            Muito obrigado mais uma vez Luis!

            Acho que já podes criar o teu próprio blog de como ganhar dinheiro.

            O Custódio que se cuide :) lol

            Abç

  50. Na verdade o adsense é um intermediario dos programas de afiliados, o adsense paga você apenas um percentual que o anuncia paga no adwords para realizar uma venda, cortando o intermediario o lucro é maior.. é assim desde de adão e eva.

  51. Carlos says:

    Olá Custodio,

    Antes demais quero dar os parabens, acerca de como tem evoluido o site e o sucesso que tem tido.

    Em relação à minha “rede” ainda não me consegui dar bem com as plataformas de afiliados, ou estou a trabalhar muito mal com elas ou então não percebo..

    Para mim o supra-sumo, o verdadeiro campeao de vendas é o AdSense! Tenho cerca de 12x mais rentabilidade em AdSense que em plataformas de afiliados.

    No entanto, trabalhar com o Google tem os seus pros e contras, e neste momento estou a sentir isso..
    Por motivos de BlackHat (julgo eu) e em conversa pessoal com uma pessoa do Google, não foi confirmado, portanto especulando, a rede foi “banida” / “penalizada” por praticas maliciosas efectuadas por terceiros (tenho uma ideia do que possa ser e se é o que penso é muito grave), em que tenho vários sites que desceram de 3000 entradas orgânicas para apenas 100 no Google!

    São sites totalmente desenvolvidos de raiz, estruturados sem abuso da politicas do Google e com bons conteudos / de qualidade.
    Mas mesmo assim.. descendo 30x o trafego, o AdSense ainda é o que me dá mais rentabilidade nos sites (a quebra vai para 3 meses, ate doi na alma…).

    Alguma sugestão para rentabilizar melhor os sites? Testei as seguintes redes de afiliados, NetAffiliation, Zanox e TradeDoubler.

  52. Luis Garcia says:

    Não tens de que marcelo.

    Mas quem me dera a mim tar ao nivel do custodio. :p

    Não é facil bater este blog. Ta mesmo muito bom.

  53. Luis Garcia says:

    Hey pessoal. Gostaria de fazer uma questão aos utilizadores do Micro Niche Finder. Ao tentar fazer uma pesquisa aparece um erro que “não foi possivel satisfazer o seu pedido. Erro vem do External Google Keyword Tool.”

    Acontece isso a mais alguem?

    • Marcelo says:

      Olá Luis,

      É verdade pois também acontece comigo.

      Pelo que entendi o Google fez algumas alterações que afectaram o Micro Niche Finder, mas os programadores do MNF já estão a corrigir isso.

      Eles não deram um prazo, simplesmente disseram que precisavam de algumas semanas para ter tudo de volta ao normal.

      Abç
      P.S. Já criei um site de nicho em Inglês e outro em Português de acordo com as tuas dicas e mais as do XFactor e do Custódio, porém já se passou 1 semana e ainda não tive visitas :( .
      Queria perguntar-te mais uma coisinha. Quando escolhes a tua palavra-chave para a qual vais comprar o domínio, quantas pesquisas exactas essa palavra-chave costuma ter mais ou menos? Obrigado, abç.

      • Luis Garcia says:

        Ah ok.

        Pensei que fosse só a mim que tivesse a acontecer isso. Tá-me é a dar prejuiso. =/

        Escollho uma keyword no minimo com 1000 visitas mensais. Já viste se o site já subiu no ranking? Pode ainda n tar indexado.

        Tens feito alguma coisa pa gerar links? O que é que tens feito em concreto? Pode ser que te consiga ajudar.

        Abc.

        • Marcelo says:

          Para o site em Inglês eu acrescentei “reviews” à minha palavra-chave ficando assim o meu domínio: palavrachavereviews.com

          Para “palavrachave” o meu site não aparece nem nas 5 primeira páginas do Google.com

          Para “palavrachavereviews” o meu site está na 12ª posição.

          O número de pesquisas globais para “palavrachave” é de 22.000 e o número de pesquisas globais para “palavrachavereviews” é de 480.

          Tenho 4 Posts no meu site e escrevi 2 artigos, um no Enzine Articles e outro nas Hubpages.

          Se calhar preciso criar mais alguns posts no site e escrever mais uns 2 artigos esta semana.

          Mais uma vez agradeço a tua disponibilidade em ajudar-me.

          Abç

          • Estevão says:

            tens a certeza que o site é palavrachavereviews.com? eu nao consegui aceder a este dominio

          • Estevão says:

            esquece, ja percebi o que queres dizer. escreve mais posts, mais palavra chaves no conteudo, submete o site a directorios, escreve artigos em portugues com links, usa o plugin All in One SEO,…

          • Luis Garcia says:

            Oi.

            Em relação aos artigos que tas a submeter na hubpages, os links que direccionas para o teu site só são “dofollow” caso tenhas 75 ou mais de score.

            É sempre preferivel que tenhas links “dofollow” direccionados para o teu site de forma a que o google suba-o de ranking.

            Mas continua a gerar links. Se utilizas o Micro Niche Finder (que por enquando ainda não dá) dá atenção ao SOC antes de escolheres a palavra-chave.

            abraço.

        • Marcelo says:

          Olá Luis,

          Obrigado mais uma vez.. O meu score é acima de 80. Já arranjei umas listas de directórios e já comecei a escrever mais cenas em Inglês com links para o meu site. Estou a fazer como tu, ou seja, escrevo qq coisa e meto os links com o texto âncora na box do autor.

          Já agora aproveito para avisar-te que o micro niche finder já está funcional novamente, embora com algumas pequenas limitações que serão resolvidas mais tarde.

          Abç.

          • Olá Luis,

            Já li o livro do John XFactor e surgiu-me uma questão.

            Fizeste 100% daquilo que é sugerido no livro? Principalmente no que diz respeito ao template (tema) do site (cores, header, fontes, posicionamento Ads, etc)..

            Também tenho o XSite Pro 2 embora prefira o WordPress pois já sei utilizá-lo. Mas o problema do WordPress é que muitos temas não são SEO friendly e obriga-nos a alterar o código, o que pode ser um risco para quem não é expert em programação, que é o meu caso.

            Obrigado.

            Abç.

  54. Estevão says:

    ja colocaste o site no Google Webmasters Tools e submeteste o sitemap? isso ajuda. Além disso é arranjar/criar links para o site. As vezes basta um no Twitter (se tiver bom PR) ou mesmo no Facebook.

    • Marcelo says:

      Olá Estevão,

      Na verdade não coloquei o site no Google Webmasters mas vou seguir essa dica.

      Também não trabalhei nada no Twitter e nem no Facebook e reconheço que sou fraco nessas duas áreas e ainda não estou à vontade. Preciso entender melhor essas duas ferramentas sob a óptica de linkbuilding.

      Obrigado pelas dicas.

      Abç.

    • Marcelo says:

      Olá Estevão,

      Na verdade eu não coloquei o site no Google Webmasters mas vou fazê-lo imediatamente.

      Quanto ao Twitter e Facebook também não os utilizei. Para ser sincero não estou à vontade nessas duas ferramentas sob uma óptica de linkbuilding. Preciso melhorar os meus conhecimentos em ambas pois parece que são a se tornar cada vez mais importantes.

      Obrigado pelas dicas.

      Abç.

  55. birapcbira says:

    ótimas dicas cara valeu!

  56. João says:

    Como colocas tantos anuncios? só consigo 2ou3 no meu blog

  57. Olá Custódio, ótimo artigo. Mas tenho que descordar de algumas coisas, apesar de você dizer quanto mais qualidade nos artigo, quer dizer menos cliques nos anúncios, existem exceções, como caso do Criar Sites e GF Soluções.

    São blogs com extrema qualidade que lucram bastante com o adsense, creio que tudo tem a ver com o posionamento do blocos de anúncios e a quantidade de visitas. Mas o que você falou tem fundamento sim, é algo a se pensar mesmo!

    Abraço e mais sucesso.

  58. Tenho uma dúvida muito grande… Se é verdade que se promovermos cliks ilegais ou fizermos algo contra a politica do adsense, se por exemplo eu neste momento for a um site qualquer e decidir me por a clicar montes de vezes em todos os anúncios adsense de um determinado site, isso quer dizer que por ventura o google vai desconfiar que é cliks ilegais e irá desactivar a conta do proprietário desse site.

    Acham que isto não faz sentido?

    • As coisas não são assim tão "simples". Em condições normais o Google apenas não conta os cliques nos rendimentos.

    • Não conta como assim?
      Tem a ver com a frequência de cliques em relação ao número de visualizações que faz com que seja uma violação?

      Se houver um clique num anuncio esse clique aparece contabilizado nos contadores na conta do adsense.

      Já tive uma conta adsense que foi desactivada, porque andei a solicitar a pessoas que clikassem o mais que pudessem nos meus anúncios! Isto completamente contra a politica do adsense.

      Sendo assim, eu se for a um site qualquer e decidir fazer o mesmo a outras pessoas, isso não poderá acontecer a elas?

      Não faz sentido? Ou google sabe que andei a pedir a pessoas que clikem nos meus anuncios?

    • Parece-me que estás a concentrar a tua energia e atenção em algo que não te vai ajudar a ter sucesso online. De qualquer maneira, sim podes dizer que o Google "sabe" que andaste a pedir às pessoas para clicar nos anúncios.

  59. não valé apena usar o google adnse com poucas vistas,prefiro outro programa de afiliado como o host gator

    olokoanime.blogspot.com.br

  60. Mas para começar, acha o adsence interessante?

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório)



Subscreve a newsletter gratuita e começa hoje mesmo a ganhar dinheiro na internet!

Categorias